Pular para o conteúdo

Após vencer o Super Bowl, atleta cristão expressa gratidão: “Toda a Glória pertence a Deus”

Nick Foles (quarterback) foi eleito o melhor jogador da partida. (Foto: NFL).

Nick Foles é um dos nomes mais comentados do momento. O motivo? Ele foi eleito o melhor jogador do jogo que definiu a vitória da Liga Mundial de Futebol Americano, a NFL. O jogo decisivo aconteceu no último domingo (4), entre os Eagles e os Patriots. O quarterback levou seu time para a vitória.

O Eagles tinha três títulos da NFL, mas todos foram conquistados antes da era Super Bowl, que se iniciou em 1967. Desde então, disputou a grande final duas vezes antes da conquista: em 1980 e 2004. Por incrível que pareça, nas duas vezes eles perderam para o New England Patriots.

Nick Foles é um fervoroso cristão e assume isso publicamente. Além de liderar o Eagles, ele também iniciou um grupo de estudos bíblicos no time. Ele tem usado sua carreira para falar de Cristo. “Toda a glória seja dada a Deus”, disse o atleta logo após a vitória.

“Eu me senti calmo. Nós temos um grupo tão grande, uma equipe de treinamento tão grande. Somos muito abençoados”, ressaltou o quarterback.

Um time que glorifica

Há nove anos, o treinador da Eagles, Doug Pederson, estava treinando um time de ensino médio. Agora ele é um campeão do Super Bowl. “Eu só posso louvar o meu Senhor e Salvador Jesus Cristo por me dar essa oportunidade”, disse ele na noite de domingo.

Zach Ertz, jogador do time que fez o touchdown, compartilha do mesmo sentimento. “Glória a Deus em primeiro lugar,” disse. Apesar de ser deixado no banco por uma lesão no final da temporada, Carson Wentz mandou todo o seu apoio para Foles e toda a glória para Deus.

Conquista

Foi no dia 21 de janeiro que o Eagles conquistaram o Campeonato da Conferência da NFC, ganhando o direito de enfrentar os Patriots. “Em primeiro lugar, toda glória pertence a Deus. Eu não estaria aqui sem Ele e isso é inacreditável”, disse Nick Foles, após a vitória dos Eagles sobre os Vikings.

“Eu sou abençoado por ter incríveis colegas no time e treinadores incríveis”, complementou ele.

O jogador não tem vergonha de assumir sua fé cristã, descrevendo-se no Twitter como: “Crente em Jesus Cristo, marido, pai, filho, irmão”. Vários de seus colegas compartilham essa fé em Cristo. No início da temporada, ele e seus amigos iniciaram um grupo de estudo bíblico.

Nick Foles era o reserva de Carson Wentz, que se machucou na reta final da temporada. Ele conseguiu carregar a equipe até a conquista do inédito título.