Pular para o conteúdo

Uma homenagem ao Dr. R. C. Sproul

O grande pastor e teólogo Dr. R. C. Sproul faleceu ontem, 14 de Dezembro, aos 78 anos.

Há alguns meses eu fiz alguns stories comentando sobre como o Dr. Sproul era um dos meus pastores favoritos. A sua capacidade sobrenatural de ensinar tópicos complexos com simplicidade, lógica e inteligência foi o que me atraiu à sua obra e, enquanto escrevo esta homenagem, posso lembrar-me de textos e vídeos que solucionaram minhas dúvidas e me fizeram crescer no entendimento da fé.

Augustus Nicodemus publicou um texto emocionante, comentando sobre a importância do Dr. Sproul em sua caminhada cristã. Há um aspecto curioso sobre o texto: ele basicamente descreveu a obra de um homem que fez exatamente a mesma coisa que ele mesmo faz por outras pessoas. Sim, até Augustus Nicodemus tem o seu Augustus Nicodemus. E isso me faz refletir em como devemos ser gratos a Deus por esses homens cujo trabalho pelo Evangelho é inestimável. Seus ensinos impactam pessoas e marcam gerações.

O Dr. Sproul me ensinou que o Evangelho pode ser duro e leve, exatamente ao mesmo tempo. Ele dava a entonação correta a cada frase e mostrava a gravidade de cada palavra para, logo em seguida, abrir um sorriso e derramar, como um bálsamo, as verdades sobre a graça e o amor de Deus. Com ele, eu aprendi que realmente não há nada de bom em nós e até as obras que nos parecem boas sempre guardarão nem que seja um pouco da mancha do pecado. Com ele, eu aprendi sobre o Calvinismo. Com ele, eu aprendi sobre o viver cristão. E o legado dele que fica para mim é a sua leveza e simplicidade, inteligência e coerência, que ainda impactarão muitas e muitas gerações. Um simbólico exemplo disso é a última frase do último sermão pregado por ele, no final de Novembro, em Hebreus 2:1-4:

“Eu oro com todo o meu coração para que Deus desperte cada um de nós hoje para a doçura, a beleza e a glória do Evangelho anunciado por Cristo.”

Normalmente, se diria: “Dr. Sproul, descanse em paz.”
Mas acho que faz mais sentido dizer: “Dr. Sproul, celebre, comemore e regozije eternamente ao contemplar a concretização da sua fé e da sua luta neste mundo! Ela não será esquecida. Nem o senhor.”
Oremos pela família e pelo seu ministério.

Manuela Moraes é uma recifense de 26 anos formada em Publicidade e Propaganda pela UFPE e Administração de Empresas pela UPE. Canta no Ministério de Louvor da Igreja Presbiteriana das Graças e fala sobre o Evangelho na Internet através do Dois Dedos de Teologia e do seu canal também sobre Teologia, o canal Manuela Moraes

 



  • Duane Mota

    Muito bom!
    Sproul foi essencial na minha caminhada cristã assim como na de muitos cristãos reformados hoje, tenho certeza disso.